Com o maçom Aécio Neves, EUA recupera um aliado

Com o maçom Aécio Neves, eua recupera um aliado para a nova ordem mundial?

Com o distanciamento nos últimos anos entre Brasil e Estados Unidos, na área diplomática e econômica e a aproximação do Brasil com a Rússia e China principalmente na área econômica, nosso País conseguiu respirar e se livrar um pouco do "cabresto" americano. Mas com isso os planos de implantação da Nova Ordem Mundial e do governo único encontraram mais uma pedra no caminho, pois o Brasil terá papel importante no cenário que está se desenhando e os Estados Unidos não abrem mão de um gigante em recursos ambientais como o Brasil. [Imagem: brics-2012-06-19-size-598.jpg]
[Imagem: Brics.jpg]
Com a descoberta do pré-sal, o Brasil atraiu ainda mais a cobiça de washington, que tem interesses estratégicos no petróleo para a manutenção de seus planos e andamento da agenda global.
[Imagem: 01petroleoOO.jpg]
Mas agora surge o maçom Aécio Neves com um discurso de mudança, e o governo esquerdista do PT sofrendo desgaste de muitos anos de governo e bombardeios de todos os lados, nas manchetes de boa parte da mídia sobre inúmeros escândalos de corrupção, denúncias e mais denúncias, muitas delas ainda não apuradas ou se verdadeiras praticadas por inúmeros infiltrados no governo em posições chave só esperando o momento de agir. [Imagem: aecionom.png]
Espera-se então com a eleição de Aécio Neves um realinhamento com os Estados Unidos em detrimento dos BRICS e a volta do Brasil ao "cabresto" americano.
[Imagem: tio-fhc-olheiro.jpg]
Então washington poderá ter um apoio e alinhamento do Brasil nas sansões contra a Rússia as suas ações na Syria e principalmente na Ucrânia que é um ponto chave para a implantação da Nova Ordem Mundial.
[Imagem: Brasil+EUA.jpg]
Pois a Rússia juntamente com a China são pedras grandes que devem ser removidas do caminho para a implantação do governo mundial.
Washington acredita que uma guerra nuclear pode ser vencida e por essa razão está planejando um primeiro ataque contra a Rússia através de bases futuramente localizadas na Ucrânia e talvez também contra a China, com o fim de prevenir qualquer desafio à hegemonía mundial dos EUA.
O plano está muito avançado e sua implementação está em marcha.
[Imagem: 5175637387_de1a8cae06_z.jpg]

Comentários