Translate this Page
Arrebatamento
Você acha que o Arrebatamento da Igreja será:
No meio da Tribulação
Depois da Tribulação?
Durante a Tribulação
Antes da Tribulação?
Não sei responder!
Ver Resultados


Rating: 2.0/5 (212 votos)




ONLINE
1




Partilhe este Site...





O Portal da Teologia 

Indice Mapa do Site Avançado
Busca O Portal

 Ychzek'el [Ezequiel] 9.3-4

O PORTAL DA TEOLOGIA

A marca de Cristo. 

3. Então a Glória do Deus de Yisra'el começou a se levantar sobre o keruv, desde onde ele estava até a entrada da casa. Ele chamou o homem vestido com roupas de linho, o qual tinha equipamento de escribas em sua cintura

4. Adonai lhe disse: "Vá por toda a cidade, através de toda a Yerushalayim, e ponha uma marca em sua testa como a de um homem [Cristo] que está suspirando e chorando por todas as práticas odiosas que estão sendo cometidas ali".  

 Atenção: O Arrebatamento da Irmã Vilma - Assista aqui em [Vídeos e Nova Era] Cuidado com a sua Alma! 

 

Graça e Paz em Cristo → A todos os Leitores → Sejam bem vindos → No nome de Jesus!  Comentem os artigos → Iniciem discussões sobre os temas → O Moderador. 06.04.2014 

 
OPorTAU.png

Atualize o seu navegador - novo domínio 

http://www.oportaldateologia.org/ 

O Portal:

 

 

oportal@oportaldateologia.org 

cliqueimagem 

OPorTAU.png 

Pedido de Oração  

 

Por Gospel+ - Biblia Online

 

 

 


O Portal da Teologia autoriza a republicação de todos os artigos do site na íntegra, desde que cite a fonte de origem.  


O que é a Pericorese?
O que é a Pericorese?

    A Perichoresis:  

   O que é a pericorese?

 

A pergunta mais viável é: o que significa pericorese?

É a grande duvida que paira na mente é: Qual é a importância desta palavra e porque usá-la? 

O significado original da palavra descreve melhor a relação dinâmica do Pai, do Filho e do Espírito.

Ela pode ser definida por: coabitar ou inerente.

Quando se trata de Trindade, muitos têm procurado encontrar formas e meios adequados para descrever como "Um Deus pode ser representado em três distintas personalidades, ou; estas três personalidades ser "um Deus".

Deste questionamento surgiu à noção de trindade representada em três pessoas, um erro grotesco de interpretação seja ela bíblica ou teológica.

Três pessoas referem a exatamente três seres vivos formados por substância, essência e pneuma ou seja, corpo, alma e espírito e que somente os humanos tem esta composição estrutural.

A concepção de tri-unidade também está representada na personificação humana quando retratada no modelo corpo, alma e espírito, ou seja, substancia, essência e pneuma, mas, é apenas a personificação e não característica de composição.

Esta sempre foi e continua a ser uma tarefa difícil, a compreensão da subsistência da Trindade. Este é o paradoxo que a humanidade encontrou em Jesus Cristo. Como Jesus pode ser o Totalmente Outro, enquanto ao mesmo tempo Ele, ou ser um de nós?

Cristo na verdade foi um estereótipo do homem, isto é, Ele era dotado de substancia e pneuma, Nele não havia a essência, ou seja não tinha alma, porque a alma foi instituída por Deus para acompanhar o corpo na passagem para a dimensão atemporal quando o pneuma retorna a sua origem, e Cristo e Deus subsiste nesta dimensão, prova disto é que Cristo foi gerado somente com corpo e Espírito e assim ascendeu  a dimensão atemporal.

Durante os primeiros séculos, surgiram debates ferozes sobre a divindade de Jesus e da natureza da sua relação com o Pai.

Por conseguinte, a partir da certeza de que a natureza e a divindade de Jesus foram criadas, ela foi ratificada através do termo de importância decisiva do homoousios; esta divindade percebe da mesma natureza divina do Pai e do Espírito Santo.

Esta coabitação simultânea define a Trindade em duas pessoas distintas, Pai e o Filho, providos de uma única imanência dinâmica, o Espírito Santo.

A pericorese é uma expressão que designa uma potencia dinâmica e voluntária, na qual uma pessoa, mantendo a sua identidade distinta, penetra nas outras e é penetrada por elas. Ela é usada para expressar essa idéia, a de uma (comunidade de ser); em que a individualidade da pessoa é mantida, quando uma pessoa compartilha da vida das outras duas.

Este processo não ocorre entre os seres humanos citando como por exemplo o caso de gêmeos siameses que são gêmeos idênticos, mas, nasce colado um ao outro, decorrente de uma mutação genética, quando um óvulo é fecundado duas vezes e é influenciado por outras alterações que vão acontecendo, impedindo a formação de dois corpos separados; porque ambos são dotados de substancia, essência e imanência distinta e estática.

Outro fator importante que não permite o desenvolvimento da pericorese, se dá ao fato que de que os humanos são constituídos de substancia, essência e imanência dinâmica, ao passo que na Trindade, o Pai e o Filho têm substancias distintas, não possuem essência e sim uma única imanência que interage entre os dois, que lhes dão a condição de serem duas personalidades distintas providas de um único Espírito.

Esta imanência confere lhes o status único de divindade no universo, através desta potencia dinâmica e voluntária que se processa entre o Pai e o Filho através do Espírito Santo. Embora este termo veio muito mais tarde, foi Atanásio, (295-373) que desenvolveu o fundamento de que a Perichoresis veio do termo Homoousios. 

O termo consubstancialidade é o correspondente ao termo grego homoousios, termo original que designa essa realidade. Este termo provém da junção de homos, que significa “o mesmo”, e ousios, proveniente de ousía, que significa substância ou essência. Assim, o termo tem o sentido de “da mesma substância, com a mesma essência”. Esta é a definição do termo homoousios.

Não é a minha definição. (*) Este é um típico exemplo de discrepância [que se destaca pela diferença;], observe:   
[homos = "o mesmo" e ousía = "substância ou essência" > ( a unicidade existe pela existência de três pessoas que no entanto possuíam e desfrutavam da mesma substância e essência,) < veja acima no grifo o termo ousía significa substância ou essência, mas, na unicidade são duas coisas distintas, como grifo em negrito.

Esta teoria discorda da sua própria definição!].

No primeiro grifo do parágrafo anterior o termo ousía é a mesma coisa [substância ou essência], já na fusão dos dois termos, homo + ousios, o termos homoousios na unicidade [entre os parênteses] define a substância e a essência com uma coisa só, portanto, qual definição prevalece?   

Como podem existir três pessoas com um corpo só e um só espírito? Impossível. Quando Atanásio definiu a Perichoresis desta maneira ele intrincou toda a teologia.

Ele entendeu que a relação entre o Pai, Filho e Espírito se dava através da adoção do termo credo, Homoousios (homo: igual, ousios: ser), que descreve a habitação completamente mútua em cada uma das pessoas da Santíssima Trindade.

Embora cada pessoa permanece em Si mesmo como Pai, Filho, eles são, no entanto, inteiramente um no outro e eles estão totalmente em si mesmo coabitado simultaneamente pelo Espírito Santo.

Eu entendo que duas coisas existem, mas, a fusão de ambas torna-as, numa só, agora duas pessoas iguais não existe, quiçá uma habitando no corpo da outra! Se forem semelhantes, como Deus criou o homem e com a sua imagem e semelhança, ai sim é totalmente compreensível.

(*) Não é o mesmo processo que ocorre como define a consubstancialidade, que significa a união de dois ou mais corpos na mesma substância, portanto, o Filho não a mesma substância (ousía) do Pai. Por substância entende -se "corpo".

Isto é uma discrepância teológica; visto que, se corpo e substância tem a mesma definição, unir o corpo a substância, significa unir um corpo ao outro. Além disso, indago, de que modo pode se entender a relação mútua [sociedade corporal] entre as duas Pessoas, cujos corpos são distintos entre si? 

O Filho é gerado pelo Pai, o que equivale a dizer que não se trata da produção de algo distinto de Deus, como sucede na criação, em que Deus é causa eficiente; gerado, não criado, devia afirmar o Credo.

(*) Por outro lado, não pode se entender esta geração divina de modo material, como que o Filho fosse parte do Pai corporeamente ou tivesse havido uma divisão da essência divina, o Pai dividiu-se, e a uma parte do seu corpo ele denominou-la, de Filho?

O conceito de homoousios foi também aplicado ao Espírito Santo, para exprimir a sua relação com o Pai e o Filho: a mesma essência divina, sem divisão.

Desta maneira este conceito pode ser apreendido, porque, ambos, Pai e Filho com substâncias distintas são unidos por uma única essência que defino como [pneuma] Espírito Santo ou Espírito de Deus e Cristo. Isto é compreensível por ser esta a formação da Trindade em si.

No entanto, enquanto que o Filho é gerado, o Espírito Santo existe por processão [procedência].

O termo é também aplicado à simultaneidade das três personalidades (não pessoas), que constituem uma só substância. Atanásio baseou-se na passagem de João 14 : 10: "Eu estou no Pai e o Pai está em mim" (ver também João 10: 30), onde uma forte ligação ontológica é estabelecida entre os dois.

Definição que discordo conforme descrevi nos parágrafos acima sinalizados (*)

Ontologia: que é o estudo da natureza do ser, mas, neste caso, ela está mais preocupada com o estudo da natureza de estar com, que é importante tão quanto para Ser.

Que Jesus só era conhecido como, sendo como o Pai pelo Espírito.

Assim Atanásio efetivamente argumentou, que neste contexto também se estende a ontologia e inclui o Espírito. O Ser e a atividade do Espírito são precisamente o mesmo Ser e agir do Pai e do Filho. Caso contrário, a questão da salvação, a do evangelho e da própria pessoa de Cristo Jesus como Deus conosco, seria questionada e posta em causa dúbia.

Neste ponto da Ontologia quando reza que o Pai está no Filho e o Filho nEle interagido pelo único Espírito, esta sim é a definição de Trindade. O Ser é o Espírito e a sua atividade age no Pai e no Filho.

Ou seja, o Pai tem a sua própria substância [corpo] assim como o Filho, porém, não tem essências individuais [alma] como o ser humano; no lugar da alma, o único Espírito é que habita em ambos simultaneamente.

Seria o mesmo que imaginarmos Deus sendo o Pai de Jesus sem o Espírito Santo.

Quando definimos que Deus é o Pai de Jesus e que com o Espírito Santo o Pai e o Filho são um, e assim por diante, é o único processo que existe no universo, ninguém na Divindade pode ser definida de forma isolada umas das outras.

Nenhum destes dois seres da Divindade pode ser definido de forma isolada um do outro por serem coabitados por um único Espírito.Alguns podem não gostar do uso de um termo não-bíblico como "Perichoresis".

No entanto, no seu contexto inicial, ele descreve desta maneira como defino, o possível o relacionamento entre o Pai, Filho e Espírito Santo.

A Perichoresis  não se destina a responder a todas as perguntas a respeito da Trindade. No entanto, podemos imaginar as implicações disso, considerando o fato de que Aquele que está eternamente em relação pericorética com o Pai e o Espírito ter juntado-se a nós como um de nós.

Cristo. Em Jesus Cristo, o Verbo Eterno estava humano, onde Nele, todas as coisas subsistem e são mantidas juntas. Assim, no presente Ele é um Ser Humano-Divino no qual podemos realmente ver Deus como Ele realmente é.

O uso mais antigo sobrevivente do substantivo, perichoresis, foi encontrado em um manuscrito que foi atribuído a Cirilo de Alexandria.

Acredita-se que João de Damasco usou este termo de Cirilo e trouxe à proeminência como um termo teológico.

A intenção inicial da palavra é fornecer um  sentido dinâmico e não estático, na descrição da relação interpenetrante, residente na relação do Pai, do Filho e do Espírito, uma maneira profundamente divina e espiritual.

Ela descreve um movimento de amor que foi irrompido na nossa existência em Jesus Cristo e chamou toda a criação para esta vida divina gloriosa e ainda misteriosa; descrita sobre o tema da perichoresis, onde a vontade no coração do Pai para com toda a humanidade é totalmente  exibida no Ressuscitado; Ascendido e Glorificado Senhor Jesus Cristo.

Esta imagem representa cada ser humano que já existiu. Assim, a missão do Espírito Santo é revelar à humanidade a realidade deste relacionamento sempre importante e nos mostrar o caminho de todas as coisas como realmente elas são. Ele leva-nos a crer e pessoalmente a participar da sua verdadeira processão, onde nós provamos o relacionamento mais real e verdadeiro que existe com Deus e Cristo.

Portanto, o objetivo da perichoresis é mostrar a boa notícia à luz da mais extraordinária e deslumbrante verdade sobre  a divindade de Cristo, que nos deixa apenas ficar perplexos e extasiados.

Quando vivemos a pericorese, ao invés de tentarmos encontrar uma explicação exclusiva sobre a imanência do Espírito Santo na Trindade com o Pai e o Filho, é mais apropriado perguntar, o que é: estar incluído e perichoresis, que são palavras correspondentes que se auto complementam, concluindo que: são duas substâncias distintas (Seres) que coabitam mutuamente entre si através de um único pneuma (Espírito), sem a existência da essência (alma), cujo este terceiro elemento é característico apenas no ser humano.

Quando falamos em perichoresis, não devemos tentar encontrar uma exclusiva definição ou, o que realmente ele quer dizer, estamos dizendo no verdadeiro espírito, que a sua única definição é: "está incluído!"; que inter-relacionamos com Deus por Jesus, através do Espírito Santo.

Bibliografia:

▶Colyer, E. M 2001, How to Read TF Torrance: Understanding His Trinitarian and Scientific Theology,

Intervarsity Press,  Downers Grove, Ill. (available in our online shop) Colyer, E. M de 2001, How to Read 

TF Torrance: Compreendendo Sua teologia trinitária e científico, InterVarsity Press,  Downers Grove, Illinois.

 

▶Torrance, T. F 1996, The Christian Doctrine of God: One being Three Persons, T & T Clark, London, UK

Torrance, T. F 1996, A Doutrina Cristã de Deus: Um ser Três Pessoas, T & T Clark, Londres, Reino Unido

 

Torrance, T. F 1991, The Trinitarian Faith: The Evangelical Theology of the Ancient Catholic Church, T & T Clark, London, UK. Torrance, T. F 1991, a fé trinitária: A Teologia Evangélica da Igreja Católica Antiga, T & T Clark, Londres, Reino Unido.

 

Revisão Junho 2016 

 

 

Em Cristo.

Shalon.

Por Cornelio A.Dias  

 

"Feito perfeito, é imperfeito; como criação, o meu eu; natureza humana! C. A. Dias.

 

              

 

 

Licença Creative Commons
O que é a Perichoresis? do Teologo Cornelio A.Dias está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Não Comercial - Sem Derivações 4.0 InternacionalBaseado no trabalho disponível em http://oportaldateologia.org/o-que-e-a-pericorese
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em mail  oportal@oportaldateologia.org

newline oportal

 

Editoriais

As taças da ira de Deus  estão prestes a se derramarem sobre a terra! 

Quero fazer um breve relato sobre esta chamada em "Flash”, visto que não vejo a necessidade de escrever um artigo específico sobre o título, bem como também não vou citar referências bíblicas que corrobore com este assunto.

 

Os elementos ardendo  

em breve se fundirão!

Cuidado!

Um corpo terrestre, 

se chocará contra a terra e 

causará repentina destruição. 

 

Leia Mais imagem

 

A falsa doutrina do pré-tribulacionismo  

Qual biblicamente é a mais viável para você? A Meso-tribulação [Arrebatamento no meio da tribulação] ou a Pós-tribulação? [Arrebatamento depois da tribulação] Em qual delas acontecerá o Arrebatamento da Igreja! Será antes da tribulação? Reflita! Leia Mais  imagem

 

 

  Reflexão do O Portal

         2013

O oitavo Rei foi eleito.

A besta que era e já não é, é também o  oitavo rei, e é dos sete, e vai-se para a perdição Apocalipse cap. 17 - 11.

E o sangue de muitos inocentes ainda haverá de ser derramado.              

Guerreiros feridos são condecorados com Láureas de sangue.

Os soldados do Exército do Rei dos Reis, porém herdarão uma coroa de ouro, e a vida eterna.

A Nova Ordem Mundial está chegando e virá para cumprir o seu dever a rigor.

Quem quiser se livrar dela terá que aceitar a sua marca. 6 6 6 em troca da sua alma.

Revelação 13. 1 – Vi uma besta que saia do mar, [...] 2 [...] O dragão lhe deu seu poder, seu trono e grande autoridade.

4. Eles adorarão o dragão, porque dera a sua autoridade à besta [...] 7. Foi-lhe dado poder para guerrear contra o povo santo de Deus e derrotá-los.

10. “Se alguém há de ir para o cativeiro, para o cativeiro irá! Se alguém há de ser morto à espada, morto à espada haverá de ser!”

Yeshua.

 O ultimo, o Rei dos reis é o próximo, e está vindo, espere por Ele mesmo que  isto lhe custar a própria vida.

"Permaneça fiel até a morte, e Eu lhe darei a Vida como Coroa. Revelação 2.10.

Yeshua".

 

Leia o Artigo: O sétimo milênio e o fim da humanidade.

Oriente-se.

 

Por: Cornelio A.Dias

Março de 2013.

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 TAUEZEQ94_tsp.png

 

 

 

  Ler um   é:

Armazenar Informações;

Desenvolver a Intelectualidade;

Ampliar os Horizontes;

Compreender o Mundo;

Comunicar-se com o Próximo;

Escrever Corretamente;

Relacionar-se melhor com o Outro!

 Ler uma  é:

Armazenar Ensinamentos;

Desenvolver o Conhecimento;

Ampliar a Espiritualidade;

Compreender a DOUTRINA;

Comunicar-se com JESUS

Escrever a VERDADE;

Relacionar-se melhor com DEUS. 

IMAGEM TEXTO

Ore conosco ao som de belos louvores;

Chore aos pés feridos do Pai!

A tristeza logo passa, não demora.

Ele vos envolve e vos consola, 

Em seus braços, faz-vos descansar.

O Portal

Abra esta Porta de Meditação, Louvor e Oração,

clique aqui em:

Bíblia Online e Seleção de Louvores

e deixa Deus falar ao seu coração!

IMAGEM TEXTO

  

TAU_ORIGINAL_PORTAL.png

 

 

 Leia Mais imagem 


Com: Paz seja convosco
Graça e Paz
A Paz do Senhor
Paz da parte... do Senhor
Paz de Deus
Shalom
Shalom Adonai
Bom dia; Boa Tarde; Boa Noite Irmão
Nenhuma da anteriores

Feedjit

 

Download

Descrição:

Bíblia Sagrada Digital

Mediafire – Down

 Jogo Show do Cristão

Zippyshare – Down

Biblia Sagrada + jogo show do cristão + caminho estreito

MEGA – Down 

topo