Translate this Page
Arrebatamento
Você acha que o Arrebatamento da Igreja será:
No meio da Tribulação
Depois da Tribulação?
Durante a Tribulação
Antes da Tribulação?
Não sei responder!
Ver Resultados


Rating: 2.1/5 (484 votos)




ONLINE
1




Partilhe este Site...





O Portal da Teologia 

Indice Mapa do Site Avançado
Busca O Portal

 Ychzek'el [Ezequiel] 9.3-4

O PORTAL DA TEOLOGIA

A marca de Cristo. 

3. Então a Glória do Deus de Yisra'el começou a se levantar sobre o keruv, desde onde ele estava até a entrada da casa. Ele chamou o homem vestido com roupas de linho, o qual tinha equipamento de escribas em sua cintura

4. Adonai lhe disse: "Vá por toda a cidade, através de toda a Yerushalayim, e ponha uma marca em sua testa como a de um homem [Cristo] que está suspirando e chorando por todas as práticas odiosas que estão sendo cometidas ali".  

 Atenção: O Arrebatamento da Irmã Vilma - Assista aqui em [Vídeos e Nova Era] Cuidado com a sua Alma! 

 

Graça e Paz em Cristo → A todos os Leitores → Sejam bem vindos → No nome de Jesus!  Comentem os artigos → Iniciem discussões sobre os temas → O Moderador. 06.04.2014 

 
OPorTAU.png

Atualize o seu navegador - novo domínio 

http://www.oportaldateologia.org/ 

O Portal:

 

 

oportal@oportaldateologia.org 

cliqueimagem 

OPorTAU.png 

Pedido de Oração  

 

Por Gospel+ - Biblia Online

 

 

 


O Portal da Teologia autoriza a republicação de todos os artigos do site na íntegra, desde que cite a fonte de origem.  


Falta de água em São Paulo pode esvaziar a maré
Falta de água em São Paulo pode esvaziar a maré

Falta de água em São Paulo pode esvaziar a maré de Aécio Neves

A seca extrema afecta 70 cidades do estado – que com 44 milhões de pessoas é o mais populoso do Brasil – que já decretaram racionamento da distribuição de água. Dilma já apontou culpas ao partido rival, o PSDB.

 

 

À entrada para os estúdios da TV Record, a estação anfitriã do terceiro debate entre os dois candidatos à presidência do Brasil, os jornalistas rodearam o social-democrata Geraldo Alckmin, governador do estado de São Paulo, e perguntaram-lhe se a chuva que tinha acabado de cair na cidade era “uma ajuda” extra para o concorrente do partido, Aécio Neves. Experiente, o governador não abriu a boca para ser apanhado na controvérsia sobre a falta de água na maior cidade brasileira, mas acenou que sim com a cabeça.

O insignificante episódio não passa de uma nota de rodapé de página, mas serve como uma espécie de parábola do possível – para já incalculável – impacto político de uma crise hídrica sem precedentes em plena campanha presidencial. No dia 5 de Outubro, na primeira volta eleitoral, o PSDB, que governa o estado de São Paulo desde 1995, sobreviveu nas urnas: o governador foi reeleito com uma confortável maioria, e o partido até roubou ao rival Partido dos Trabalhadores (PT) uma cadeira do Senado.

Mas agora, os tucanos – assim chamados porque o animal é o símbolo do PSDB – estão preocupados que a escassez de água possa prejudicar as aspirações de Aécio Neves, revoltando uma parcela do eleitorado contra a sua gestão. Como notam vários comentadores, o governador tem resistido à pressão para decretar o racionamento de água antes da derradeira votação presidencial, com medo de uma reacção negativa nas urnas.

No domingo à noite, a Presidente candidata ao segundo mandato, Dilma Rousseff, não fez referência à crise hídrica de São Paulo, mas no confronto anterior assinalou aos eleitores paulistanos que a actual situação resultava da má gestão do PSDB no estado, que não terá feito nem o planeamento nem os investimentos adequados para garantir que o sistema de abastecimento não entrava em colapso.

Números divulgados nesta segunda-feira pelo instituto de sondagens Datafolha revelam que a falta de água está generalizada e já atinge 60% da população de São Paulo, que confirmou a interrupção do abastecimento nos últimos 30 dias. Os residentes em prédios de apartamentos, habitualmente com depósitos de água, têm sofrido menos do que os moradores em casas – desses, 67% sofreram com o corte do serviço (contra apenas 26% em apartamentos).

O inquérito também mostra o nível de preocupação e até alarme em que vivem muitos paulistanos, com 66% dos inquiridos a confirmar que estão a guardar água em casa como precaução em caso de desabastecimento. Nos supermercados, há quem compre paletes de garrafões de água tal e qual chegam dos armazenistas, sem desembrulhar do plástico.

Fátima, que mora no bairro do Itaim Bibi, ainda não sentiu a falta de água em casa, mas só porque o seu edifício “tem uma caixa de água muito grande” que acumula e distribui para todos os apartamentos. “Então, em casa não falta, mas no condomínio falta”, diz. Conselhos e dicas sobre como poupar água nas tarefas mais comuns tornaram-se frequentes.

Já Amanda Luizon Damas, de 25 anos, e moradora no Jardim Conceição, em Osasco, passou todo o fim-de-semana à espera de que a água pingasse na torneira de casa. O reservatório da moradia tinha o suficiente para garantir o banho, a descarga da retrete e as necessidades da cozinha – mas só ao final da tarde de domingo, quando sentiu movimentação nos canos, é que Amanda arriscou ligar a máquina da roupa acumulada durante toda a semana.

Na zona norte de São Paulo, já faz três meses que a água é cortada durante a noite, entre as 21h e as seis da manhã seguinte. Na zona leste, as lanchonetes passaram a usar pratos e copos de plástico, nos cabeleireiros usam-se baldes para lavar o cabelo e o negócio da lavagem de carros nas estações de serviço praticamente acabou.

Noutros lugares da periferia de São Paulo e cidades da região metropolitana, a situação atingiu o dramatismo, com registos de cortes de abastecimento que já chegaram a durar quase duas semanas. Descontentes com a situação, os moradores de bairros começaram a organizar-se em “sociedades” que pagam quotas para contratar os “camiões-pipa”: muitos desses veículos-cisterna passaram a circular com escolta depois de casos de ataque e desvio por populações iradas.

O receio do PSDB é que o agravamento da situação leve os eleitores a manifestar essa ira na votação, penalizando o candidato do partido. Os lugares mais afectados pela falta de água são os mais pobres da cidade, zonas onde o voto de protesto pode com mais facilidade transferir-se para o PT.

Sistema em falência Nem a pancada de chuva que caiu antes do debate presidencial durante perto de uma hora, nem a que se estima possa reaparecer a partir de quarta-feira, serão suficientes para melhorar a situação do sistema Cantareira, um vasto e complexo sistema de barragens e reservatórios que é a fonte primária de abastecimento de água de São Paulo – e que vive a maior crise dos últimos 80 anos.

Os especialistas advertem que a sustentabilidade do sistema não se resolve prontamente com umas quantas cargas de água e que a recuperação dos recursos pode levar décadas. Além disso, a poupança dos consumidores individuais, que está a ser incentivada, representa uma gota de água (!) que dificilmente ajudará a superar a actual situação de carência: os maiores gastos provêm do consumo industrial (da agropecuária e sector transformador) e das perdas por falta de manutenção do sistema.

Há meses que a Companhia de Saneamento Básico de São Paulo (Sabesp) está a recorrer à libertação de reservas do chamado volume morto, uma medida de emergência polémica por causa da má qualidade da água. O índice do Cantareira no domingo era de 3,6% da capacidade, um nível que é considerado crítico (e é o pior registo histórico). Os receios são de que durante o período quente, entre Novembro e Março do próximo ano, o sistema possa secar por completo.

A seca extrema afecta 70 cidades do estado – que com 44 milhões de pessoas é o mais populoso do Brasil – que já decretaram racionamento da distribuição de água. A Sabesp eufemisticamente designa essa medida como “administração da disponibilidade de água” e garante que esse quadro atinge apenas 2% da população. Os problemas no abastecimento, reconheceu a empresa, são um “desconforto”, mas não se devem à inexistência de água, foram provocados pela pressão reduzida no sistema.

De acordo com o inquérito do Datafolha, três em quatro paulistanos consideram que o governo estadual poderia ter evitado a crise hídrica. Para 66% dos inquiridos, o governo tem “muita responsabilidade” pela situação vivida na área metropolitana. Só 23% dos inquiridos responsabilizam a falta de água exclusivamente na seca e escassez de chuva da região.

Apesar de reeleito, o governador de São Paulo tem visto a sua popularidade cair por causa da falta de água: de Agosto para hoje, o número de eleitores que classifica o seu desempenho como “ruim ou péssimo” aumentou de 38% para 43%; enquanto os que entendem que é “óptimo ou bom” diminuiu de 21% para 19%.

COMENTÁRIOS

Comentar

Caracteres restantes: 

  1. Fabrício

    A relatora da Nações Unidas para questão da água, a portuguesa Catarina de Albuquerque, já havia dito, em Agosto passado, que a grave crise hídrica em São Paulo é de responsabilidade do governo do Estado (que já está no poder a 24 anos diga-se de passagem). Para maiores informações: http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2014/08/1508504-falta-de-agua-e-culpa-do-governo-de-sp-afirma-relatora-da-onu.shtml

  2. Cornelio Dias

    Como disse o presidente de honra do PT o partido mais corrupto do Brasil, "a política no Brasil está apodrecida", isto é uma pura verdade, basta lembrar as falcatruas do governo atual e do rombo nos cofres da Petrobrás. Em São Paulo, o pagamento de propinas a autoridades estaduais e diretores de empresas públicas também está sendo investigado, por um governo federal tão corrupto quando o de São Paulo e dos demais Estados, e mesmo assim o PSDB ainda venceu no primeiro turno e a rapinagem continua. O racionamento de água é o menor dos problemas para os paulistanos. Para piorar se o Aécio for eleito ai sim, os brasileiros deverão abandonar o País em massa. Mas isto ainda não é nada com as máfias (Maçonaria e Illuminati) radicadas na política brasileira, a tendência é piorar.

 

Comentários por Disqus

newline oportal

 

Editoriais

As taças da ira de Deus  estão prestes a se derramarem sobre a terra! 

Quero fazer um breve relato sobre esta chamada em "Flash”, visto que não vejo a necessidade de escrever um artigo específico sobre o título, bem como também não vou citar referências bíblicas que corrobore com este assunto.

 

Os elementos ardendo  

em breve se fundirão!

Cuidado!

Um corpo terrestre, 

se chocará contra a terra e 

causará repentina destruição. 

 

Leia Mais imagem

 

A falsa doutrina do pré-tribulacionismo  

Qual biblicamente é a mais viável para você? A Meso-tribulação [Arrebatamento no meio da tribulação] ou a Pós-tribulação? [Arrebatamento depois da tribulação] Em qual delas acontecerá o Arrebatamento da Igreja! Será antes da tribulação? Reflita! Leia Mais  imagem

 

 

  Reflexão do O Portal

         2013

O oitavo Rei foi eleito.

A besta que era e já não é, é também o  oitavo rei, e é dos sete, e vai-se para a perdição Apocalipse cap. 17 - 11.

E o sangue de muitos inocentes ainda haverá de ser derramado.              

Guerreiros feridos são condecorados com Láureas de sangue.

Os soldados do Exército do Rei dos Reis, porém herdarão uma coroa de ouro, e a vida eterna.

A Nova Ordem Mundial está chegando e virá para cumprir o seu dever a rigor.

Quem quiser se livrar dela terá que aceitar a sua marca. 6 6 6 em troca da sua alma.

Revelação 13. 1 – Vi uma besta que saia do mar, [...] 2 [...] O dragão lhe deu seu poder, seu trono e grande autoridade.

4. Eles adorarão o dragão, porque dera a sua autoridade à besta [...] 7. Foi-lhe dado poder para guerrear contra o povo santo de Deus e derrotá-los.

10. “Se alguém há de ir para o cativeiro, para o cativeiro irá! Se alguém há de ser morto à espada, morto à espada haverá de ser!”

Yeshua.

 O ultimo, o Rei dos reis é o próximo, e está vindo, espere por Ele mesmo que  isto lhe custar a própria vida.

"Permaneça fiel até a morte, e Eu lhe darei a Vida como Coroa. Revelação 2.10.

Yeshua".

 

Leia o Artigo: O sétimo milênio e o fim da humanidade.

Oriente-se.

 

Por: Cornelio A.Dias

Março de 2013.

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 TAUEZEQ94_tsp.png

 

 

 

  Ler um   é:

Armazenar Informações;

Desenvolver a Intelectualidade;

Ampliar os Horizontes;

Compreender o Mundo;

Comunicar-se com o Próximo;

Escrever Corretamente;

Relacionar-se melhor com o Outro!

 Ler uma  é:

Armazenar Ensinamentos;

Desenvolver o Conhecimento;

Ampliar a Espiritualidade;

Compreender a DOUTRINA;

Comunicar-se com JESUS

Escrever a VERDADE;

Relacionar-se melhor com DEUS. 

IMAGEM TEXTO

Ore conosco ao som de belos louvores;

Chore aos pés feridos do Pai!

A tristeza logo passa, não demora.

Ele vos envolve e vos consola, 

Em seus braços, faz-vos descansar.

O Portal

Abra esta Porta de Meditação, Louvor e Oração,

clique aqui em:

Bíblia Online e Seleção de Louvores

e deixa Deus falar ao seu coração!

IMAGEM TEXTO

 

TAU_ORIGINAL_PORTAL.png  

 

 

 Leia Mais imagem 


Com: Paz seja convosco
Graça e Paz
A Paz do Senhor
Paz da parte... do Senhor
Paz de Deus
Shalom
Shalom Adonai
Bom dia; Boa Tarde; Boa Noite Irmão
Nenhuma da anteriores

Feedjit

 

Download

Descrição:

Bíblia Sagrada Digital

MediaFire – Down

 Jogo Show do Cristão

MediaFire – Down

Biblia Sagrada + jogo show do cristão + caminho estreito

MEGA – Down 

topo